quarta-feira, 21 de julho de 2010

[definições]

Cansado anseio do meu coração sangrando memórias e barulhando segredos. Pulsando sempre um eu tão cheio de ti que nem sei bem quem me tornei, além daquilo que carrego em mim, comigo. Há mais de ti em mim que jamais imaginava ser possível. E é isso que me faz assim, tão tua, sem ser tua. Tão tua, que me perco em ti, dentro de mim.

9 comentários:

Angela disse...

Não querendo parecer demasiadamente piegas, encontrei nesse texto, o exato sentimento que gostaria de expressar. Que não me falte coragem... Adoro seu Blog....

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Georgia! Cofesso que nunca vi tanta profundidade em tão poucas palavras.

Beijos e fique na paz de DEUS.

Furtado.

Anônimo disse...

Olá Georgia... Me sinto na obrigação em dizer que suas palavras narra um pedaço de mim, e como sangra, como dói, saber que alguém possa ter tal "poder" sobre nós... Sou escravo da saudade, de um alguém que por mim passou, e sem querer ela ficou de certa forma. Obrigada por nos prestigiar com belas palavras. Se cuide amada.

Georgia disse...

Angela, piegas? Jamais! Fico feliz em ouvir isso... Volta sempre aqui!

Furtado, bom te ver por aqui!!! Obrigada!
Fica na paz de Deus, tb.

Anônimo, eu é que agradeço! Volta sempre que quiser...
Cuide-se tb e boa sorte!

Sentir saudades dói tanto quanto se arrancassem um braço da gente... por quê? Oras, porque é um pedaço da gente - que dificilmente volta - que fica perdido no outro.

Me, Myself and I disse...

Geeeeeeeee ,

Saudade é o que sinto de vc , e da nossa risada fácil ,da falta de jeito do desajeito e do muito afeto que te tenho.
Saudade é sentimento forte , doído demais é um vazio que só pode ser preenchido com "lembranças".
Baciones Bella !!

Rebeca Fontinele disse...

Isso é lindo perfeito! É TUDO QUE SINTO. Eu não sei mais estar tão longe de quem eu amo. Me perco dentro de mim, preciso fugi, até me encontrar 'o encontrado.'

Anônimo disse...

Oi Gê....
Obrigada pelas boas vindas... De novo.... Ja deve estar sabendo das ultimas, se não sabe... Te adianto... aquele sonho acabou... E como vc... estou de cabeça erguida... no começo tudo é dificil mas depois vem a felicidade... Nos livramos dos choros e lamentações... Agora estou "só"... Abraços Gê... Obrigada por tudo, desde que te conheci vc quiz abrir meus olhos eu fui cega... Mas deu tempo de abri-los... Obrigada por vc ter me dado a oportunidade em conhece-la.
Abraços... PY.

Georgia disse...

PY, minha cara, não se abata e nem se entregue. Adianto que não vale a pena. Infelizmente não há controle remoto pra vida. Ela, às vezes, prega peças na gente, na mesma proporção em que nos trás momentos maravilhosos. A tristeza, o rancor, a mágoa, a revolta, tudo isso passa. PASSA. Fica o vácuo que antes era preenchido com isso tudo. O que fazer com o tal vácuo, é uma decisão que só a gente pode tomar, na hora certa. Tem-se que respeitar a dor, o momento e, vagarosamente - a passo de tartaruga mesmo - quando se abre os olhos pro mundão outra vez, a gente descobre que a vida dá muito mais do que tira... feito o mar, que leva pro oceano o que buscou na praia, quem sabe o que ele trará aos seus pés (ou coração)?
Demora. Mas PASSA!!!!
Há uma vida inteira ainda só pra você!!
Abraços cheios de força e muita, mas muita PAZ!

Anônimo disse...

Gê.
Sabias palavras. Porém, não estou sofrendo, pelo contrario, estou feliz muito feliz. A gente descobre com o passar do tempo que abrir mão de alguns sentimentos mesmo que sofremos no final é a melhor decisão que se pode tomar... Descobre que aquela pessoa não é a unica na face da terra que possa te fazer feliz e suprir alguns vazios. Descobre que a felicidade não consiste só se dedicar-se aquela pessoa e esquecer de vc mesma... A gente aprende... Sofre muito enquanto isso... Mas aprende. E aprendi. Aprendi em pensar em mim em primeiro lugar, no meu bem, o que me faz bem, o que me deixar feliz, o que me faz sorrir o que me da paz... E foi assim, o fim nem sempre representa o fim né. Eu achava que o fim era o fim...rs Obrigada pelas palavras e por tudo que houve ainda assim dedicar-se seu tempo em se preocupar comigo. E eu do fundo do meu coração digo: Senti sua falta varias vezes. Abraços amadinha!

PY.